Voltar à página anterior
Mensagem do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, para o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio

   

 

 
 

O mundo tem mudado desde a institucionalização do Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio. Agora temos a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável que fomentará crescimento inclusivo equitativo e promoverá o bem-estar das pessoas e do planeta. Sobre a mudança global do clima, o Acordo de Paris representa um marco histórico na nossa jornada rumo a um mundo seguro e sustentável.

É o momento de tornar as nossas ambições em ações e fortalecer a proteção do clima. Aproveitando o poder do Protocolo de Montreal para progredir na redução do aquecimento global a curto-prazo causado pelos hidroclorofluorcarbonos (HFCs), que são os gases de efeito estufa que mais crescem.

No próximo mês, em Ruanda, teremos a oportunidade de fazer exatamente isso. Delegações nacionais se juntarão para chegar a um consenso global de redução dos HFCs sob o âmbito do Protocolo de Montreal. Anos atrás, os HFCs foram amplamente adotados como uma alternativa eficiente aos produtos que eram danosos à camada de ozônio, particularmente àqueles utilizados nos setores de refrigeração e de ar condicionado. Contudo, a ciência revelou que, embora os HFCs reduzem a ameaça à camada de ozônio, possuem, também, um potencial de aquecimento global muito alto. Com o crescimento do seu uso, precisamos tomar uma ação decisiva – assim como fizemos para recuperar a camada de ozônio.

A redução do uso dos HFCs poderá oferecer benefícios consideráveis. Essa redução poderá evitar o aquecimento global em até 0,5ºC até o final do século, o que proporcionará um grande impulso às metas do Acordo de Paris. Isso também poderá otimizar, significativamente, a eficiência energética de algumas alternativas de fluidos refrigerantes e novas tecnologias do setor.

Um problema global requer uma solução global. Estou confiante de que qualquer obstáculo pode ser superado, haja visto que as nações já utilizaram o Protocolo de Montreal para evitar a ocorrência de cerca de dois milhões de casos de câncer pele e já salvaram muito mais gente de sofrer doenças causadas por cataratas.

Usando a política do Protocolo de Montreal para reduzir o consumo e a produção dos HFCs, podemos complementar os demais esforços para redução da emissão de dióxido de carbono e de outros gases de efeito estufa estabelecidos pela Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). Nesse dia, vamos relembrar o quanto já avançamos, e vamos nos comprometer a fazer mais pela proteção da nossa atmosfera. Trabalhando juntos, podemos construir um mundo mais seguro, saudável, próspero e resiliente para todas as pessoas, ao mesmo tempo em que protegemos nosso planeta, nosso único lar.
 

 

Publicado em: